terça-feira, 6 de março de 2012

Fil. Antiga, 1ª aula, 27/02/12


Aula 1 27.fevereiro.2012 (2ª) RES MORTALIUM
Protocolo redigido por Rita Couto

Objectivo curso:
1) BIΟΣ
- ser cronológico e autobiográfico.
- análise de caracteres “maiores que a vida”: consequências das suas acções com repercussões sem precedentes.
2) Tentativa de isolamento do que pode ser o Humano (para si/ para os outros)
VI.22 (Tibério)
A)

Destino (factum) ou acaso na vida humana?
- imutável
- agente extrínseco ao mortal; insusceptível de ser alterado.
- qual a margem de manobra?
- configuração do sentido da vida por uma vontade extrínseca, exógena, heterónoma.

 Fatum/fortuna: o Humano como representante desses agentes.
 Inícios e fim da vida humana: princípios de expansão ilimitada a toda e qualquer situação da vida
- tudo o que tem um início tem já um fim (não aberto/eterno)
“sine cura dei” – não inspiramos cuidado aos deuses

B)
“Principia et nexus naturalium causarum”
 Possibilidade de o destino coincidir com os factos. Princípios ontológicos: tudo tem um fim. O que enceta e dá início, as diversas situações que se criam e caem e a situação fechada do contexto vital.
- Há alguma “electio vitae” que fixe a ordem dos eventos futuros?
-Escolha: não de que vida mas do modo como se vive a vida.
-Os conteúdos da vida são os mesmos, os outros aí os mesmos, mas há uma diferença radical de perspectiva que os configura com um outro sentido: cumprir um
decreto vs cumprir-se.
-escolhas como os únicos conteúdos maleáveis no humano

C)
 permanência:
 Fixação de princípio
 Determinação do futuro
 Como se desenrola a “electio vitae”:
 diferença entre escolha feita/ñ feita: sempre analisada em retrospectiva
 possibilidade de antecipação da consequência: conteúdo “mental”



Página 2/4
VI.51
 não se sabe no que vai dar  ambiguidade
 diferentes fases da vida
 vergonha/medo/ingenium  influência sobre o próprio
Annales:
 anos como agente/personalidade que aparece
 cada fluxo vital que surge nesses anos, c/ diferentes ingenium, mores, etc.

Sem comentários:

Enviar um comentário